terça-feira, outubro 02, 2007

Um Milhão , "Paredões", Jogadas, Intrigas....BBB Ou Brasília ?

Já escrevi há um tempo atrás sobre algo parecido (eu acho) e já recebi e-mails falando em algo parecido, mas retomarei ao assunto.

O e-mail que eu cito e vocês devem ter recebido também, fala algo parecido com “A casa dos candidatos”, ou seja, em épocas de eleições deveríamos jogar todos os candidatos dentro de uma casa, monitorados por câmeras 24 horas por dia, e a cada semana íamos eliminando um, o que sobrasse seria eleito presidente. Acho uma boa idéia, porém tem muitos problemas, listo alguns.

Primeiro e mais importante: se for para trancar mais de uma dúzia de políticos em uma casa, não deveria sair um por semana, o melhor a fazer é jogar a chave fora, concretar todas as portas e janelas e qualquer outro tipo de saída (ralos, canos, etc.). Assim limparíamos um pouco mais nosso mundinho. Ou então deveríamos levar ao pé da letra a palavra “eliminado no paredão”.

Segundo: se de repente, isso desse audiência, as salas dos brasileiros tornariam-se salas de aulas de corrupção, lavagem de dinheiro, demagogia, desvio de verbas e o mais interessante, “como-ser-um-cara-de-pau”. Estaríamos espalhando tudo isso, em todos as classes sociais. Já pensou o caos? Vamos deixar isso com eles, que estudaram para isso, dedicaram toda uma vida. E nós continuaremos como todos os brasileiros, sem nunca desistir. Pagando impostos e comendo capim.

Terceiro: já pensou se ao invés do luisinho nós tivéssemos o Ban-Ban como presidente? Ou qualquer outra pessoa que tenha ganho o tal do BBB? É, acho que nosso querido molusco não é tão ruim assim, coisas piores poderiam ter acontecido.

Quarto e último que cito aqui: não daria certo. Nós, brasileiros, gostamos de ver pessoas mais idiotas que nós mesmos, para assim nos sentirmos inteligentes . Não gostamos de nada que eleve nossa cultura. Melhor ficar aqui sentado vendo o Faustão. Não existe melhoria sem dedicação, esforço, disciplina (isso em qualquer área). Não iríamos entender nenhum diálogo, negociações, intrigas, etc.

Pra provar que não daria certo, o senado hoje já está um BBB simplificado. Vivemos de olho neles, estão certcados por câmeras, eles ficam brigando por interesses próprios, de olho sempre no dinheiro, estão isolados do mundo de verdade (aqui fora), ficam fazendo intrigas, reúnem-se em grupos de aliados e inimigos, um quer eliminar o outro, passam por “paredões” freqüentemente, etc, etc, etc.... enfim, é possível citar várias semelhanças. Ou seja, não funciona hoje, não vai funcionar amanhã, o populacho não muda.

A idéia até pode ser boa, principalmente a de eliminar, pena que não funcionaria.

5 comentários:

Ana D disse...

um ano depois...O RETORNO rs...Vc sabe né ? ADORO vc escrevendo contos, este sim, é teu GRANDE talento e onde vc se revela um puta escritor, é onde um livro seu caberia e seria lido...No entanto, vc também manda bem nas crônicas políticas...E sempre observa e fala grandes verdades...Um bom paralelo: BBB e Brasília... beijo querido :)

Anne disse...

Posso dar uma sugestão??? Tranca eles numa casa isolada e dá umas metralhadoras e umas 4 granadas pra cada um deles...com certeza seria o princípio de um mundo melhor....kakakaka. Brincadeiras a parte, detesto o bbb e políticos sao uma coisa complicada...sei que existem os bons, mas acho difícil eles conseguirem fazer diferença no meio da podridão que já está instalada. Ou entra na dança ou dança...quero crer que isso possa mudar um dia!
Adorei sua forma de escrever, vim pelo blog da Ana, estou sempre lá...rs.
Bjos, voltarei!

Tony disse...

Vamos falar sobre política.






Pronto.

Magui disse...

Gostei da idéia.Pior é que pode ganhar o que tiver mais oratória e não inteligência.

Kléber disse...

Pois é Thiago, meu caro. A idéia não soa ruim, mas "editorializando" o que você já expôs em outro post, esse mundo é chegado às superficialidades, aos rostinhos bonitos e músculos e não dá muita importância para as idéias, para o conteúdo. Imagine um povo que mal sabe votar tendo que fazê-lo através de um BBB... No programa original exibido pela TV já houve vencedores duvidosos, por que para presidente seria diferente? Rsrsrs. Terrível até pensar. Abraço e parabéns pelos posicionamentos.